NOTÍCIASSAÚDESEGURANÇA

Após dois anos em queda, casos de dengue crescem 149% no Brasil

Depois de mais de dois anos em queda, a dengue voltou a avançar no país. Dados de novo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde apontam 54.777 casos prováveis da doença até o dia 2 de fevereiro, 149% a mais do que no mesmo período de 2018. Naquela época, foram registrados 21.992 casos. O avanço ocorre em quase todas as regiões do país, com exceção apenas do Centro-Oeste.

Com 32 mil casos, o Sudeste responde por 60% das notificações. Ao todo, 15 estados tiveram crescimento nos casos de dengue em comparação ao ano passado. Lideram a lista de registros São Paulo, que já soma 17 mil casos, e Minas Gerais, com 12 mil. Também já foram registradas cinco mortes pela doença. Destas, duas ocorreram em Goiás.

As demais ocorreram em São Paulo, Tocantins e Distrito Federal. A situação tem levado autoridades de saúde a aumentarem o alerta sobre o combate de focos do mosquito transmissor, o Aedes aegypti. O verão é considerado o período mais favorável à reprodução do mosquito.

Entre as medidas recomendadas, estão manter tampados tonéis, caixas e barris de água, trocar água de vasos de plantas ao menos uma vez na semana, manter garrafas e latas de boca para baixo e manter pneus em locais cobertos.

Os primeiros sinais do avanço da dengue já haviam sido registrados no ano passado, quando levantamentos apontaram aumento na infestação de Aedes aegypti. Com isso, o ano de 2018 também fechou com crescimento de 11% no total de casos da doença.

O panorama interrompeu uma sequência de queda nos registros, a qual vinha sendo registrada desde 2016. Para especialistas, o aumento está ligado ao ciclo epidemiológico da dengue e ao avanço do vírus da dengue tipo 2.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar