NOTÍCIASPOLÍTICASEGURANÇA

PF investiga suposta ameaça terrorista na posse de Bolsonaro

A Polícia Federal vai abrir inquérito para investigar uma suposta ameaça de atentado na posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). A cerimônia está marcada para o dia 1º de janeiro. 

As investigações foram iniciadas pela Polícia Civil e levaram a um um grupo que se define como terrorista e reivindicou ter plantado uma bomba em uma igreja em Brazlândia, região administrativa do Distrito Federal, na madrugada de Natal (25).

O explosivo foi desarmado pela Polícia Militar. No site do grupo autointitulado “Maldição Ancestral”, foi publicado um texto que pode ser interpretado como ameaça ao presidente eleito. “Se a facada não foi suficiente para matar Bolsonaro, talvez ele venha a ter mais surpresas em algum outro momento, já que não somos os únicos a querer a sua cabeça”.

De acordo com o blog de Fausto Macedo no Estadão, uma fonte da PF informou que a atuação do órgão na posse presidencial não será modificada devido às suspeitas. (Metro1)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar